Ultramaratona: uma vida em 120 km

"A ultramaratona, é a melhor metáfora da vida que encontrei. Ultramaratona requer trabalho, planejamento, esforço, disciplina, dedicação, mas, no fina

10 km: sua próxima conquista
Dos 10 km para as 10 milhas
Meus primeiros 21km: Haroldo completa a 5a semana!

“A ultramaratona, é a melhor metáfora da vida que encontrei. Ultramaratona requer trabalho, planejamento, esforço, disciplina, dedicação, mas, no final, sempre compensa.” Cris Fernandez.

 

Cris Fernandez e Vini Vitorino completaram no último domingo, 19/02/2017, os 120 km da UD Serie Extremo Passa Quatro. Ambos subiram no pódio e registram seus feitos em suas páginas pessoais do Facebook. Conheça um pouco melhor estas feras.

 

Cristiane Fernandez, também conhecida como Cris Fernandez, 44 anos, carioca, bióloga especialista em alimentos, completou sua 12ª ultramaratona, e garantiu mais um pódio, como em todas as ultras anteriores. Leia o relato dela:

“Ontem reinicie meu ciclo nas ultramaratonas: A UD Serie Extremo Passa Quatro, modalidade survivor (onde você tem que ser autosuficiente). O que inicialmente seriam 120 km passou a ser 160 km nessas montanhas lindas e desafiadoras! Após o km 75 me perdi 3 vezes, mas voltei para a prova e nas análises feitas posteriormente descobri que a corrida, no meu caso a ultramaratona, é a melhor metáfora da vida que encontrei. Ultramaratona requer trabalho, planejamento, esforço, disciplina, dedicação, mas, no final, sempre compensa.

Cada prova que eu escolho não é a primeira, não será a última, mas é a que naquele momento importa. Muitas vezes, pode não ser a prova perfeita, mas eu também não sou! Só que nela, tenho momentos de riso, de choro, momentos que me fazem pensar e admitir que sou humana, que falho, que cometo erros, mas que também me supero!

Então eu corro porque minhas pernas são o instrumento que me ajudam a superar as barreiras que minha mente me impõe… E muitas vezes minha mente me ajuda a superar as barreiras que minhas pernas impõem. Corro porque, quando termino, meu coração me agradece e o traduz com um sorriso em meus lábios. Corro porque cada passo me leva adiante e adiante é futuro e o futuro é vida e a vida é amor. Corro porque quando cruzo uma linha de chegada importante, as lágrimas nascem de maneira incontrolável porque mais uma vez venci a mim e aos meus fantasmas.

Se meu único rival são as minhas próprias limitações, nada melhor do que enfrentá-las! Ganhar ou perder? Não sei, mas sei, sim, que farei sempre o meu melhor. E aprendi que o difícil não é chegar lá em cima, e sim deixar de subir.

Então deixo de ser um reflexo dos meus triunfos passados e passo a ser a minha própria tênue luz deste presente, lutando sempre, aqui e agora. Sonhando e mentalizando, pois os sonhos são somente para fazer-se realidade!

Os agradecimentos são para todas as pessoas que torcem de verdade, para todas que estão ao meu lado! O troféu e a medalha são nossos!”

 

ultramaratona

Cris Fernandez. Foto: arquivo pessoal.

 

Cris Fernandez é uma das organizadoras do Circuito Mountain Trail Brasil, a segunda etapa do circuito vai acontecer no dia 04/03/2017 (inscrições abertas), no Hotel Fazenda Arvoredo, em Barra do Piraí. Outras quatro etapas já estão marcadas até o fim do ano.

Leia mais: 2a edição do Circuito Mountain Trail Brasil será em Barra do Piraí/RJ

 

Vini Vitorino, 34 anos, carioca, atleta experiente em ultramaratonas, tendo completado os 230 km da Cassino Ultra Race em 2016 com o primeiro lugar na categoria. Saiba como foi a experiência do Vini:

“Largada da UD Passa Quatro – 120 km. Largada tradicional minha, o ultimo a sair, bem tranquilo. Estava com imobilizador na perna para não piorar uma fissura que estou no tornozelo e que estava inchado.Os primeiros 20 km da prova foram de apenas subida na montanha com um sol de 44 graus. Todos subiram dando o máximo de si, mas eu preferi me preservar devido ao sol e não desidratar tão cedo.

Parei em um ponto da subida onde mais da metade dos participantes me ultrapassaram. Fiquei uns 30 min me recuperando, hidratando, tomei analgésico para o tornozelo e segui. Às 12h30 estava sem água porque algumas bases de apoio estavam sem água. Pedi a um morador local e junto vieram mais uns 3 atletas pedir água, beberam e foram embora rapidamente da casa, eu fiquei ouvindo as historias do senhor. Ele me ofereceu almoço: arroz, macarrão, feijão e frango, tudo o que precisava! Cardápio mais perfeito não teria naquele momento. Fiquei mais uns 30 min ali almoçando e segui totalmente energizado, o remédio fez efeito no tornozelo e o almoço me deu tanta energia que segui muito forte e passei toda galera que me ultrapassou e mais alguns.

Ao chegar no km 75, onde havia a penúltima base, era já o terceiro ou quarto colocado, eram aproximadamente 22h e nesta base já haviam atletas muito desgastados pensando em parar…eu abasteci e fui embora montanha a dentro sozinho para encarar a madrugada de prova.

No km 95, errei o percurso em 1k e uns 3 cidadãos me passaram, embora tenham me visto seguir errado, eles nem sequer usaram o apito para me sinalizar. Espirito esportivo e honestidade não se vende ou compra, você tem ou não tem.

Me achei e segui para a ultima base com 100 km, a ideia era abastecer e seguir. Mas esta base também estava sem água e tive de esperar a água chegar por uns 20 min parado ali. E aí foi chegando gente… A água chegou, abasteci e fui..

1h da madrugada um curitibano, que não gosta de carioca, como ele me falou (rsrsrsrs), me alcançou e seguiu comigo os 17 km que faltavam e ainda passamos o Delino Tom e quase passamos uns 3 atletas que estavam a frente quando vimos luzes de lanterna, mas achamos que eram moradores.

Faltando 3 km o camarada estava bem fraco caiu uma vez, parei para socorre-lo, quase caiu algumas outras vezes e meu tornozelo já estava voltando a doer bastante e daí perguntei a ele: “quer chegar junto e dividir a colocação?”
Ele respondeu que não: “quero competir,vamos apostar corrida faltando uns 200m porque sou muito competitivo….
Respondi: “VC TEM CERTEZA?POR MIM CHEGAMOS JUNTOS”
Ele respondeu: “não, vamos disputar.”
Falei..então está bem.

Quando chegou a hora do tiro ele saiu e saí logo em seguida o alcancei, passei e ele tentou uma reação, aí dei 100% da velocidade faltando 100m quase e então ele desistiu do tiro e cheguei em oitavo lugar geral e terceiro da faixa 30/40 anos, e como ele é da mesma faixa que eu não foi ao pódio.

Foi uma prova mais dura do que pensei, subida nos primeiros 20km bem dura, sol extremamente forte, tornozelo machucado, falta de água nas bases de apoio. Tivemos que beber muita água de riachos e fontes, mas valeu o desafio da mente e do corpo, pois esperava ficar entre os 20 primeiros e se não fosse um erro bobo seria o terceiro ou quarto colocado.

Valeu porque fomos eu, Duda e Edson Albuquerque às 23h de sexta-feira para Passa Quatro de carro, chegamos às 3h da madrugada, dormi no carro e eles na barraca montada na porta da Igreja. Não jantamos ou tomamos café e sem dormir antes da prova. No contexto geral foi um bom resultado.

Parabéns a todos que se desafiaram neste desafio: Érica Alvarenga nos 30km cheia de dores, Edson na sua primeira experiencia em provas do tipo, Duda que topa sempre uma boa furada, Karine que venceu os 120 km feminino, Cris Fernandez que foi a terceira no 120 km feminino. Parabéns Kerlaquian Junior que errou um trecho, mas voltou para terminar a prova.

Obrigado ao povo mineiro, sempre hospitaleiro e amigo, me ajudaram bastante. Obrigado Paola Nogueira UltraRunner, a troca das inscrição para o amigo poder correr. Valeu Daniel Ribeiro e Campo Grande Atlético clube pelo apoio. Obrigado a Nutri Mayara Renan que fez um direcionamento alimentar perfeito para encarar esses 120 km.
Valeu o desafio e a oportunidade de correr ao lado de muitos valentes nesses 120 km.”

 

Ultramaratona

Vini Vitorino. Foto: Rota da Aventura

 

Vini Vitorino é um dos organizadores do Circuito Oeste de Montanha, a Serra do Mendanha, receberá a segunda etapa do Circuito, no dia 19/03/2017 – Inscrições Abertas!

Leia mais: Circuito Oeste de Montanha – etapa Serra do Mendanha

 

Sua história no Todo Mundo Corre, entre em contato conosco!

 

 

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0