GARREGANDO

Escreva para pesquisar

Destaque Motivação Superação

Vem com Manu: diagnóstico não é destino

Simone Bassani
Compartilhar

Na série Superação, o Todo Mundo Corre quer mostrar para os leitores que nada pode parar aqueles que acreditam na vida. Conheça a história do Manu e do seu pai, Peterson. Um é exemplo para o outro.

.

A frase “diagnóstico não é destino” é a melhor definição para a história de superação que hoje está tatuada na perna de Peterson Rodrigues de Oliveira. Pai de Emmanuel, o “pequeno guerreiro Manu”, que hoje tem quase quatro anos de idade e foi diagnosticado, com apenas cinco meses de vida, com paralisia cerebral e epilepsia de difícil controle por conta de asfixia neonatal.

E quem diria que você iria virar corredor, hein Manu?

O que poderia ser uma história triste acabou se tornando uma trajetória de superação que se transforma a cada dia. Até o ano de 2016, Peterson estava entregue ao sedentarismo. Após conhecer Rodrigo Rocha, pai do Biel (Corredor Especial Biel) e José Donegar – os fundadores do grupo de corrida para pais com crianças especiais que se chama Esquadrão Azul – Peterson assistiu ao filme “Meu Pai, Meu Herói” e percebeu que Manu poderia mudar a sua história. O que aconteceu é que os dois evoluíram juntos.

.

– 25kg do pai + vida para o Manu

Peterson perdeu 25kg desde que começou a correr e atribui ao seu pequeno Manu a mudança de vida. “Fui encorajado a fazer um triciclo e correr empurrando nosso filho. Essa foi uma forma que encontramos de apresentar a ele o mundo a nossa volta e ofertar experiências ímpares, sem contar o estreitamento dos laços de confiança e amizade entre pai e filho”, ressalta o orgulhoso Peterson, que realizou a sua primeira corrida com Manu no dia 29 de março de 2016 e está bem mais magro desde que começou a correr.

A mudança de estio de vida de Peterson resultou em – 25kg na balança!

.

Triciclo: a rifa das camisetas do América e do jogador Souza (Fenerbahçe, da Turquia) 

Para que Peterson pudesse correr com o seu ruivinho, ele precisou de ajuda financeira para mandar fazer um triciclo adaptado para as corridas. Chegou a se cadastrar em um site de financiamento coletivo para a arrecadação triciclo, mas não teve sucesso. “Cheguei a me cadastrar [no site de crowndfuning] mas não consegui arrecadar. Através dos jogadores do América, do Rio de Janeiro, e do jogador Souza do Fenerbahçe da Tuquia, realizei uma ação entre amigos e rifei duas camisas dos times.”

Com um triciclo adaptado e personalizado para as pistas nada pode parar pai e filho!

Com o valor arrecadado na rifa, Peterson conseguiu fazer um triciclo adaptado para Manu entrar como protagonista nas pistas. O valor de um triciclo de corrida fica em torno de R$1.500,00.

.

A dupla é Esquadrão Azul desde que começou a correr 

Manu e Peterson fazem parte do Esquadrão Azul, um grupo de corrida que une mães e pais que correm com seus filhos especiais em triciclos. O grupo, fundado por José Donegar e por Rodrigo Rocha (o pai do Biel), hoje é uma família de exemplos de superação que tem o lema que se encaixa perfeitamente na história da dupla: “Nenhuma limitação atrapalha a vida.”

Peterson tatuou na sua perna a frase que resume toda a sua história de superação.

.

O Esquadrão Azul correu junto na São Silvestre 2016

Como o grupo tem vários integrantes, de várias partes do Brasil. A Corrida Internacional de São Silvestre 2016 foi o momento em que todo o Esquadrão Azul correu junto e fez bonito na pista. “Foi um experiência impar, pois através dela tivemos a oportunidade de nos conhecer pessoalmente”, conta Peterson.

Manu e Peterson são do Esquadrão Azul, o mesmo do Corredor Especial Biel.

.

2017: aulas de natação e o desafio de correr duas meia maratonas! 

Nesse ano de 2017, a dupla já tem metas traçadas no universo das corridas. Em abril, Peterson e Manu vão correr a Rio City Half Marathon, uma meia maratona que acontecerá do Recreio dos Bandeirantes até São Conrado e em junho eles participarão do percurso de 21km da famosa Maratona do Rio, que tem percurso de São Conrado até o Aterro do Flamengo.

É por exemplos como o de Peterson e o de Manu que o Todo Mundo Corre acredita que todo mundo pode mudar de vida, independente da limitação. “Corrida vai muito além de melhor tempo ou quantos km percorridos. Corrida é qualidade de vida e saber que seu único adversário é você. E  que sair do sofá já te torna um grande vencedor. “Um belo dia meu filho me ajudou a mudar e enquanto eu trazia novas experiências para ele, o Manu me trouxe qualidade de vida”, finaliza Peterson com a frase de incentivo.

.

A gente se cruza nas pistas!

No final de 2016,  Roberta Binatti do Todo Mundo Corre, conheceu a dupla Peterson e Manu no Circuito Parque Radical, que aconteceu em Deodoro, no Rio de Janeiro.


Vem com Manu nas redes sociais

Você pode acompanhar a trajetória de Peterson e Manu nas redes sociais no Facebook ou no Instagram.

.

CONHEÇA OUTRAS HISTÓRIAS DE SUPERAÇÃO

Corredor Especial Biel: conheça a história de Rodrigo e Biel

Dona Lindalva: a maratonista de 71 anos

.

Sua história no Todo Mundo Corre, entre em contato conosco!

.

Tags:

1 Comentário

  1. Um exemplo de superação, grande amigo e um Cara que demonstra que as coisas não são tão difíceis quanto parecem, basta determinação, fé e coragem para transformar diagnóstico em realidade. Parabéns meu irmão e amigo, Peterson e Manu, amo vocês.

Deixe um comentário

X